Experiência gastronómica: Conservas com Vinho do Porto • 04 Julho 2013

 

escape by Expresso 4 Julho 2013 por Fernando Brandão

 

Experiência gastronómica: Conservas com Vinho do Porto 

 

A ideia era arrojada e até inusitada. À mesa iriam chegar pratos de alta cozinha preparados com conservas e acompanhados com Vinho do Porto, da Poças Júnior. Uma combinação inesperada, mas que resultou na perfeição.

 

Experiência gastronómica: Conservas com Vinho do Porto | Escap

 

 

O cenário era perfeito para realizar tão atrevida combinação de sabores. No restaurante Can The Can, no Terreiro do Paço, em Lisboa, serviu-se comida enlatada acompanhada de Vinho do Porto ao jantar. Foi uma iniciativa única que juntou ao novíssimo restaurante a tradição quase centenária de dois produtores de vinhos e de conservas. O desafio foi superado. A noite de Vinho do Porto com Conservas ao Jantar revelou-se uma agradável surpresa. 

A proposta saiu da conjugação de ideias da empresa de Vinho do Porto Poças Júnior, com 94 anos de história e da Fábrica de Conservas Pinhais, produtora nacional com 92 anos de existência, em exclusivo para o Can The Can. À hora marcada chegou à mesa o primeiro prato e a primeira inovação deste exclusivo menu. Como entrada serviu-se Cavala alimada com batata-doce, marmelo e funcho. Um prato perfeito para começar, ligeiramente exagerado de batata-doce, soberbamente acompanhado de Poças Pink, uma verdadeira surpresa no que aos vinhos diz respeito. Fresco, jovem e sedutor, é um novo tipo de vinho do Porto, destinado a novos mercados e consumidores, perfeito para acompanhar esta entrada ou para ser consumido ao fim da tarde bem fresco. Seguiram-se as Ovas de sardinha com mousse de bringela, tomate confitado e ervas aromáticas, igualmente equilibrado e a dar bom uso às conservas, acompanhado de Poças Special Reserve Dry White.

As sardinhas, num país com tanta tradição conserveira, não podiam deixar de aparecer. Surgiram sob o nome de Pequena sardinha picante em rolinhos de courgette grelhada, tomate de cereja e molho de malagueta fresca. Acompanhava com um clássico Poças White, resultando na perfeição a conjugação da conserva e do picante com o vinho. Seguiu-se um prato mais tradicional, dentro do possível face às propostas da noite, e um dos melhores da noite. Foram as Sardinhas em azeite com pimentos verdes e vermelhos assados, pesto de coentros em pão de centeio, e à memória vieram logo as festas populares. O prato, insiste-se, dos mais bem conseguidos da noite, foi bem acompanhado por um Poças Special Reserve Tawny.

Para finalizar, veio ao de cima a origem do chefe Kleanthis Konstantinidis, nascido grego mas em Portugal há mais de 25 anos. Propôs como sobremesa Sabores do Mar Egeu ao Atlântico, com Couscous de frutos vermelhos, com iogurte grego, mel alentejano e hortelã-pimenta, acompanhado por um Poças LBV 1999. Uma autêntica explosão de sabores, uma sobremesa única e que ficará na memória deste dia em que as vulgares conservas deixaram de ser latas para serem produtos exclusivos e requintados, verdadeiros luxos gastronómicos.

A noite Vinho do Porto com Conservas ao Jantar foi única e, lamentavelmente, não se repetirá em breve. O que é pena. A carta apresentada, tendo em conta o restaurante onde foi servida, seria um excelente menu de degustação, digno de constar na carta todos os dias. Pela originalidade e pela excelente promoção dos produtos nacionais e da arte centenária e tão nossa de fazer conservas e Vinho do porto. Fica a sugestão…

 

LER ON LINE