MUSEU MUNICIPAL DE ESPINHO

 

 

Untitled_image

 

 

A renovação funcional da antiga Fábrica Brandão, Gomes integra uma vertente de desenvolvimento cultural e preservação da memória colectiva da comunidade local. Nesta perspectiva, o Museu Municipal de Espinho surge como uma instituição de pesquisa e comunicação que tem como âmbito a comunidade piscatória e a indústria conserveira de Espinho. O Museu procura caracterizar o Bairro da Marinha, a Arte da Xávega e tornar compreensível o lugar da Fábrica Brandão, Gomes no fenómeno conserveiro nacional e mundial.

 

FÁBRICA BRANDÃO, GOMES & C.ª

Em 1894, Alexandre Brandão, Henrique Brandão e Augusto Gomes constituem a sociedade Brandão, Gomes & C.ª.A qualidade, diversidade e apresentação das conservas Brandão Gomes, proporcionada por um bom apetrechamento tecnológico, levaram a uma rápida afirmação nos mercados internacionais e, em particular, no Brasil onde tiveram grande aceitação. A necessidade de aumentar a capacidade de produção de conservas de peixe e assegurar um acesso mais regular de peixe fresco levou a empresa a estabelecer fábricas filiais nos portos piscatórios de Matosinhos (1904) e Setúbal (1911) ou em mercados abastecedores pouco explorados como era o caso de S. Jacinto (1909).

 

MUSEU MUNICIPAL DE ESPINHO
Rua 41 Av. João de Deus
4500 Espinho

T – 227 326 258 / 227 327 072
F – 227 335 867

museu.municipal@cm-espinho.pt
www.museumunicipaldeespinho.blogspot.com