Rui Pregal da Cunha, Rock in Rio 2014

A entrada em cena do ex-vocalista dos Heróis do Mar, Rui Pregal da Cunha, foi outro momento-chave do tributo. Trata-se de um regresso a um sítio, o palco, onde foi muito feliz. De vestuário exuberante (do chapéu e óculos às meias puxadas à forcado), o seu à-vontade foi um pouco traído por alguma desafinação, quando cantou ‘Estou Além’ (ainda na companhia dos Deolinda), ‘Dar e Receber’ e ‘Erva Daninha’. Pregal da Cunha foi também o que teve a língua mais solta: falou do «momento Velvet Underground» quando comeu uma banana e declarou uma amizade actual com António Variações, que diz ter feito «só musicas que os portugueses conhecem». Na instrumentação, esteve o seu companheiro de sempre Paulo Pedro Gonçalves (dos Heróis do Mar), ladeado por outro guitarrista canhoto, Flak, dos Rádio Macau, acompanhado pela secção rítmica da banda de Xana.

Gonçalo Palma

http://cotonete.iol.pt/noticias/body.aspx?id=57739

 

4893034

032_rirdia4_nunofontinha_4153

033_rirdia4_nunofontinha_4173

dia4_nunofontinha_variacoes